RAE-Revista de Administração de Empresas, vol. 61, n. 3, maio-junho 2021

Editorial: 

Versão original

DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-759020210301

 

DESPEDIDAS: UM OLHAR SOBRE O PASSADO E AÇÕES PARA O FUTURO

 

Nesta edição especial, comemoramos o aniversário de 60 anos da RAE-Revista de Administração de Empresas e nos despedimos, respectivamente, como Editora-chefe e Co-Editor da Revista. É o momento para fazermos agradecimentos e um breve balanço de nosso período à frente da Revista.

 

Em primeiro lugar, um agradecimento à Fundação Getulio Vargas (FGV) e à Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP), que deram suporte financeiro para a produção da RAE e dos demais periódicos que compõem a RAE-publicações: GV-executivo, Cadernos Gestão Pública e Cidadania e GVcasos. Mas, para além desse apoio fundamental, somos gratos pela confiança depositada, pela FGV, e pela atual diretoria da EAESP, professor Luiz Arthur Ledur Brito e professor Tales Andreassi, nos editores dessas publicações, bem como pela total liberdade de expressão que pudemos ter para conduzir os periódicos. Produção de ciência e disseminação de conhecimento científico só podem ocorrer dentro de espaços democráticos e inclusivos. Somos profundamente gratos por essa atmosfera acolhedora na qual foi possível agradavelmente trabalhar. O artigo do professor Carlos Osmar Bertero, nesta edição especial, destaca o papel da EAESP e da RAE nesse acolhimento nos períodos mais turbulentos do País.

 

Nossos profundos agradecimentos a todas e todos os Editores-chefes que nos antecederam, desde a criação da RAE, ao longo de seis frutíferas décadas. E, com maior proximidade temporal, os professores Eduardo Diniz, Carlos Osmar Bertero, Flavio Carvalho de Vasconcelos, Francisco Aranha e Thomaz Wood Jr., que reforçaram os padrões científicos da Revista e a colocaram no cenário internacional. Em momentos de amnésia social, como o que vivemos atualmente, torna-se ainda mais relevante referenciar o passado e os passos dados por todos esses editores para a Revista alcançar seu papel pioneiro e inovador na academia brasileira em Administração. Agradecemos também aos editores atuais da RAEpublicações: Andrea Leite Rodrigues, Editora-chefe dos Cadernos Gestão Pública e Cidadania, Martin Jayo, Co-Editor da GVcasos, e Adriana Wilner, Co-Editora da GV-executivo. Um prazer trabalhar com todos vocês, profissionais admiráveis.

 

No período em que estivemos à frente da RAE-publicações, a RAE, publicada apenas em português, passou a ser uma revista bilíngue durante a nossa gestão, com o objetivo de continuar com seu impacto na academia brasileira de Administração e, ao mesmo tempo, buscar sua inserção no cenário internacional. Outra inovação relevante foi a descontinuidade da publicação impressa, acompanhando as transformações digitais em editoria científica. Com a criação da seção Perspectivas, pudemos convidar e trazer autoras e autores consagrados em seus campos de pesquisa e contar com artigos que fomentam as discussões mais emergentes e tendências na academia. 

 

Em 2016, a RAE foi aprovada pela criteriosa avaliação do Committee on Publication Ethics (COPE), com contínua renovação anual desde então, o que ressalta o elevado padrão de rigor, integridade e transparência no processo de certificação científica e publicação da Revista.

 

Ademais, apesar de já ter sido aprovada pelos principais indexadores internacionais de periódicos científicos, a RAE foi aprovada por nove bases de dados nestes últimos cinco anos. Vale a pena destacar que, desde 2016, a RAE alcançou a pontuação máxima de 11.0 ICDS (Secondary Composite Index Broadcasting) no MIAR (Information Matrix for the Analysis of Journals, Universitat de Barcelona), o que é um reconhecimento por sua aprovação nos indexadores internacionais de referência. Essa é uma pontuação conquistada pelas revistas de primeira linha em âmbito mundial.

 

Nesse sentido, vale também sinalizar que a RAE continua apresentando altos índices no total de citações no Journal Citation Reports da Web of Science/Clarivate, tendo alcançado, no último ranking (2019), um total de 611 citações – o que corresponde a um crescimento de mais de 600% comparativamente às primeiras citações recebidas, em 2011 (98). Além disso, a RAE é a primeira revista de Administração de Empresas no ranking top 100 de periódicos de língua portuguesa do Google Acadêmico, com h5-index 23 e h5-median 33. Acrescentando um indicador de uma base de dados nacional, a RAE tem mantido altos índices de acessos a seu conteúdo na base de dados Scientific Electronic Library Online (SciELO), ultrapassando três milhões de acessos em 2020, além de despontar com os índices mais altos de citações entre as revistas de Administração.

 

Revistas científicas só existem graças ao trabalho dedicado de uma comunidade democrática, quase anônima, que envolve editores associados e revisores. Registramos nossos agradecimentos especiais a todas e todos, bem como aos professores que compõem o Conselho Consultivo, o Comitê de Política Editorial, o Corpo Editorial Científico, e aos Editores de Livros.

 

Agradecemos imensamente à equipe de produção: Aline Lilian dos Santos, Andréa Cerqueira, Denise Francisco Cândido, Eldi Soares e Ilda Fontes. Sem exagerar, é possível dizer que todas as revistas da RAE-publicações dependem do trabalho diário, incansável e atento de todas. Expressamos aqui nossa profunda gratidão pela dedicação: as revistas não existiriam sem o esforço de todas vocês.

 

Esta edição especial inclui um texto de abertura, escrito por Maria José Tonelli e Felipe Zambaldi, para apresentar as autoras e os autores convidados a compor esta edição comemorativa dos 60 anos da RAE e refletir sobre os desafios futuros das revistas científicas em Administração. Destacamos os artigos convidados: de Carlos Osmar Bertero, “Sessenta anos de RAE: Um itinerário de críticas, resistências e reinvenções”; de Luiz Carlos Bresser-Pereira, “Depois do capitalismo, o gerencialismo democrático”; de Jean-François Chanlat, “Influência de pensamento de língua francesa na academia brasileira de Administração: Um olhar franco-quebequense”; de Alketa Peci e Lilian Alfaia Monteiro, “Revistas acadêmicas como agentes do campo científico de Administração”; de Ana Paula Paes de Paula, “Trintena: Uma trajetória

de vida, leitura e escrita com a RAE”, e, de Juliana Cristina Teixeira, Josiane Silva de Oliveira, Ana Diniz e Mariana Mazzini Marcondes, “Inclusão e diversidade na Administração: Manifesta para o futuro-presente”.

 

Para concluir este editorial de despedida, desejamos boas-vindas para o novo Editor-chefe da RAE, professor Jorge Carneiro, que se destaca por sua inserção na comunidade acadêmica em Administração, nacional e internacionalmente, a quem saudamos com os nossos melhores votos para que ele conduza a RAE a um futuro promissor.

 

Boa leitura!

 

Maria José Tonelli1 | ORCID: 0000-0002-6585-1493

Felipe Zambaldi1 | ORCID: 0000-0002-5378-6444

1Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil

 

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede