Mudar Tudo para Não Mudar Nada: Análise da Dinâmica de Redes de Proprietários no Brasil Como 'mundos Pequenos'

Citar

APA

Lazzarini, S. G. (2007). Mudar Tudo para Não Mudar Nada: Análise da Dinâmica de Redes de Proprietários no Brasil Como 'mundos Pequenos'. RAE - eletrônica, 6(1).

ABNT

LAZZARINI, S. G. Mudar Tudo para Não Mudar Nada: Análise da Dinâmica de Redes de Proprietários no Brasil Como 'mundos Pequenos'. RAE - eletrônica, v. 6, n. 1, janeiro-junho, 2007.

Sérgio G. Lazzarini - IBMEC-SP - Outros artigos deste autor

Este estudo analisa redes de proprietários conectados entre si por meio de sua participação conjunta no capital de uma ou mais empresas, a fim de verificar mudanças nestes laços em função dos eventos de reestruturação ocorridos no Brasil entre 1995 e 2003 (privatizações e entrada de capitais estrangeiros). Utilizando metodologia de análise de redes se observa que as redes de proprietários no período analisado se comportam como "mundos pequenos": ao mesmo tempo em que existem grupos de proprietários extensivamente ligados uns aos outros, existem alguns poucos atores centrais que acabam por conectar diferentes grupos. Devido à sua posição estratégica na rede, tais proprietários - notadamente, fundos de pensão e o próprio governo - conseguiram explorar oportunidades de participação societária decorrentes da própria reestruturação da economia. Conseqüentemente, contrário a interpretações usuais na literatura, no período analisado parece ter ocorrido um aumento da influência de certos proprietários locais, em detrimento de firmas e investidores estrangeiros.

This study analyzes ownership networks, whereby ties between owners are defined by common ownership of one or several companies, in order to analyze changes in these ties due to the restructuring events that occurred in Brazil from 1995 to 2003 (privatizations and entry of foreign capital). Using network analysis, it is observed that owners' networks are characterized as "small worlds": while there are groups of owners extensively connected with one another, there are some few central actors that help connect different groups. Due to their strategic position in the network, such owners-chiefly, pension funds and the government-could exploit acquisition opportunities resulting from the restructuring of the economy. Consequently, contrary to interpretations usually found in the literature, in the period under analysis the position of certain local owners, vis-à-vis foreign firms and investors, was apparently reinforced.

Mundos pequenos, análise de redes, redes corporativas, propriedade, privatizações.
Small worlds, network analysis, corporate networks, ownership, privatizations.

Envie seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede