A crise gerada pela pandemia e o futuro do federalismo brasileiro é tema de chamada de trabalhos dos CGPC

A pandemia da COVID-19 no Brasil revelou uma crise federativa que tem origem no Governo Federal evidenciada pela falta de coordenação nacional em diversas áreas de políticas públicas, sobretudo na gestão da crise sanitária. Isso se mostrou nos entraves e dificuldades na execução de serviços compartilhados pelas três esferas de gestão: união, estados e municípios. Apesar desse cenário, observa-se experiências locais e cooperadas entre estados e municípios, visando desvencilhar-se da inação e negligência oriundas da descoordenação do Governo Federal, experiências que acabaram evidenciando conflitos entre esferas de gestão estadual e municipal em diversas políticas e ações destinadas a mitigar os efeitos da pandemia.

Para debater esse cenário, os Cadernos Gestão Pública e Cidadania (CGPC), publicado pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP) abrem uma nova chamada de trabalhos intitulada “A pandemia e o futuro do federalismo brasileiro”. O objetivo da chamada é receber artigos que analisem a crise federativa atual no Brasil diante da pandemia da COVID-19, trazendo estudos e reflexões que possam elucidar suas diversas dimensões, tanto para explicar detalhadamente a crise, quanto para explicar saídas inovadoras e cooperadas por parte dos entes federados diante dos problemas enfrentados, assim como perspectivas futuras.

A chamada é organizada pelos editores convidados Eduardo José Grin (FGV EAESP, SP), Antônio Sérgio Araújo Fernandes (UFBA, BA), Catarina Ianni Segatto (UFABC, SP), Marco Antônio Carvalho Teixeira (FGV EAESP, SP), Alex Bruno Ferreira Marques do Nascimento (UFCG, PB) e Paula Chies Schommer (UDESC, SC) e os artigos aprovados no processo serão publicados em edição especial dos CGPC.

Prazo de submissão: 08 de junho de 2021

Acesse as informações completas da chamada de trabalhos em português, inglês e espanhol.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede