Cartas da FGV

Citar

APA

, (2020). Cartas da FGV. GV-executivo, 19(3).

ABNT

, Cartas da FGV. GV-executivo, v. 19, n. 3, maio-junho, 2020.

CARTA DO PRESIDENTE DA FGV

Em pouco tempo, conseguimos enfrentar os desafios que nos foram impostos por essa emergência internacional e continuar o trabalho focado no cumprimento de nossa missão, que é contribuir para o desenvolvimento do Brasil. Isso não seria possível sem os colaboradores, professores e alunos da Fundação Getulio Vargas (FGV), que foram extremamente empenhados e resilientes diante das mudanças ocorridas nesse difícil período.

Assim, o resultado desse esforço deve ser compartilhado como uma conquista de todos: 

• Graduações, mestrados e doutorados: 6.500 alunos tendo aulas ao vivo, interativas e on-line;

• MBAs operando em mais de 100 cidades: mais de 500 turmas com cerca de 35 mil alunos, também com aulas em tempo real, interativas e on-line;

• Cursos gratuitos on-line, com mais de dois milhões de acessos;

• Coletas de preços e outros serviços entregues normalmente;

• Mais de 1.800 funcionários usando rede privada virtual (VPN), garantindo o trabalho remoto e seguro;

• Laboratórios virtuais para big data instalados e em pleno uso pelos alunos;

Webinars FGV: troca de conhecimento por meio de eventos gratuitos on-line.

Permaneceremos atentos à evolução da pandemia no Brasil e no mundo e vamos atuar em sintonia com as orientações dos órgãos de saúde para reduzir os riscos de transmissão e minimizar os impactos da doença em nossa comunidade.

Enquanto isso, seguiremos juntos trabalhando pelo Brasil.

Carlos Ivan Simonsen Leal 

Presidente da Fundação Getulio Vargas

 

CARTA DO DIRETOR DA FGV EAESP

Em consonância com a mobilização geral da Fundação Getulio Vargas (FGV), a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) conseguiu manter o funcionamento de todas as suas atividades, convertendo-as ao modo remoto de forma muito rápida, eficiente e com alta qualidade. Estamos orgulhosos de nossa reação diante do cenário atual, o que nos coloca nos melhores patamares internacionais de resposta a esse desafio global. Seguimos, contudo, atentos às adversidades e à necessidade de nos adaptarmos e nos reinventarmos constantemente. 

Tal resultado deve-se à nossa comunidade de quatro mil alunos e de mais de 300 funcionários e professores, a quem novamente agradeço.

Nossa resposta ao novo panorama apresentado foi pautada em dois direcionamentos:

Flexibilidade: a pandemia afetou a todos e de maneira diferente e individualizada. Assim, foi necessário responder com flexibilidade a ela e atentar à situação de cada indivíduo. Precisamos nos basear mais em princípios do que em regras fixas;

Qualidade: sempre devemos manter nosso nível de excelência e padrão internacional. A experiência virtual não pode ser inferior à presencial, e temos de explorar ao limite suas vantagens. A diversidade, a criatividade e a inovação da EAESP são forças para sustentar essa constante busca e preservação da qualidade.

O desafio continua e seguimos diariamente empenhados em manter nossa contribuição, com o apoio à nossa comunidade de colaboradores e alunos e, também, às organizações, privadas e públicas, e à sociedade brasileira de forma ampla.

Cuidemos uns dos outros para, juntos, superarmos esse momento tão crítico.

Luiz Artur Ledur Brito

Diretor da FGV EAESP

 

 

Envie seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede