GV-executivo, vol. 18, n. 1, janeiro-fevereiro 2019

Editorial: 

GESTÃO E SAÚDE EM SIMBIOSE

Nessa primeira edição de 2019, queremos agradecer nossos autores e leitores pela frutífera parceria no ano que passou. Esperamos continuar com o apoio de todos no ciclo que se inicia.

Ao celebrar a entrada de um novo ano, pedimos sempre “saúde para dar e vender”. É sobre esse tema que versam os artigos do Caderno Especial desta edição. Não temos muito a comemorar, infelizmente. A definição da Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que “saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social”. Parece que estamos longe de alcançar o que essa definição nos propõe. Para que esse ideal seja alcançado, a saúde precisa cada vez mais da gestão, assim como vice-versa.

Para todo mundo, saúde é um valor. Mas qual o valor da saúde? O artigo de Guilherme do Espírito Santo Silva e Ana Maria Malik trata exatamente desse tema e assinala a necessidade de uma mudança cultural no interior das organizações do setor de saúde, compostas por pessoas formadas para atuar de maneira atomizada e sem visão gerencial. O artigo de Kelly Cristina Rodrigues, A era da experiência dos pacientes, conecta marketing e saúde; os pacientes não querem apenas obter saúde, mas também ser bem informados e receber cuidados de forma personalizada.  Em Torre de Babel, Jorge Aguiar de Andrade Neto e Álvaro Escrivão Junior mostram os principais gargalos para integrar as informações na área da saúde e propõem soluções para uma gestão integrada. Outro tema polêmico é abordado por Cristiane Segatto e Walter Cintra Ferreira Junior, no artigo Uma questão de justiça, que discute a atual judicialização do setor. Por fim, Um negócio saudável?, de Gilmara Espino e Marcelo Aidar, expõe como as plataformas virtuais para agendamento de consultas trazem vantagens para prestadores de serviço e pacientes.

Completam a edição trabalhos sobre temas essenciais na gestão: Beatriz Maria

Braga escreve sobre os dilemas éticos na área de Recursos Humanos; Leandro Angotti Guissoni e Rodrigo Lourenço Farinha apontam caminhos para que as empresas de comércio eletrônico consigam competir e lucrar; e Luiz Migliora Neto e Marcelo Romani-Dias destacam a necessidade de uma internacionalização de professores de administração que contemple o seu retorno de tempos em tempos ao país, para que o Brasil não tenha novas ondas de perdas de cérebros.

O número também traz colunas relevantes para o momento do país: Marco Antonio Carvalho Teixeira defende a necessidade do debate democrático de ideias com a mudança de governo; Guilherme Casarões fala sobre o cenário mundial para 2019; Paulo Sandroni discute os custos crescentes dos serviços públicos; e Ligia Maura Costa traz o debate sobre Compliance or non-Compliance, questão fundamental para os negócios e para as empresas atualmente.

Já a entrevista com Guilherme Affonso Ferreira revela as estratégias e perspectivas para o mercado de ações, a partir da visão de um dos maiores investidores na Bolsa de Valores do Brasil.

Desejamos a todos uma boa leitura.

Maria José Tonelli – Editora chefe

Adriana Wilner – Editora adjunta

 

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede