"Administração é Ciência ou Arte?" o que Podemos Aprender com Este Mal-entendido?

Citar

APA

Mattos, P. L. C. L. (2009). "Administração é Ciência ou Arte?" o que Podemos Aprender com Este Mal-entendido?. RAE-Revista de Administração de Empresas, 49(3), 349-360. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902009000300009

ABNT

MATTOS, P. L. C. L. "Administração é Ciência ou Arte?" o que Podemos Aprender com Este Mal-entendido?. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 49, n. 3, jul-set, p.349-360, 2009. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902009000300009

Nas classes e palestras de introdução à administração, desperta sempre a curiosidade do auditório lançar a pergunta: "O que vocês acham: Administração é ciência ou arte?" Estamos diante de um dictum interessante e estimulante à discussão. O artigo tem dois objetivos: desvendar a ambiguidade da pergunta - talvez uma das razões de sua sobrevivência - e, a partir dela, examinar a adequação de discutir-se "cientificidade" em nosso saber, questão importante para os rumos da academia nessa área. Para o primeiro objetivo, mais modesto, nos valeremos de análise pragmática e semântica da linguagem, para o segundo, que concentra a maior parte do texto, das teorias sobre a natureza da ciência e a pretendida distinção entre ciência e não ciência. Surgem, então, evidências de que o dictum encerra um mal-entendido.

In classes and lectures of introduction to administration, when the question "What do you think: Is administration science or art?" is asked, the audience is always curious. We face here an interesting and discussion-stimulating dictum. This article has two goals: to disclose the question ambiguity - maybe one of the reasons for its survival - and from there, analyze how appropriate it is to discuss "scientificity" in our knowledge system, an important question for academic routes in that area. For the first - more modest - goal, we will use language pragmatic and semantic analysis; for the second, concentrating most of the text, theories about science nature and the intended distinction between science and non-science. Evidences arise, then, that the dictum contains a misunderstanding.

Cientificidade em administração, administração-ciência, administração-arte, atividade acadêmica, demarcação científica.
Scientificity in administration, science-administration, art-administration, academic activity, scientific marking.
Num. Páginas: 
349-360

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede