Novas perspectivas em estudos de estratégia

Citar

APA

Ricart, J. E., Dussauge, P. (2004). Novas perspectivas em estudos de estratégia. RAE-Revista de Administração de Empresas, 44(4), 10-10.

ABNT

RICART, J. E.; DUSSAUGE, P. Novas perspectivas em estudos de estratégia. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 44, n. 4, out-dez, p.10-10, 2004.

Este fórum especial sobre tendências em estudos de estratégia traz quatro artigos traduzidos do primeiro número da European Management Review (EMR), a revista oficial da European Academy of Management (EURAM). A edição foi organizada por Peter McKiernan e Chris Carter, por ocasião da quarta conferência da EURAM, que aconteceu em Saint Andrews, na Escócia, em 2004. Consideramos estes trabalhos como uma excelente apresentação de nossa instituição aos leitores brasileiros e esperamos alcançar os pesquisadores brasileiros na Europa. A EURAM é uma sociedade profissional para pesquisadores do campo da gestão, fundada em 2001 em Barcelona, na Espanha. Seu objetivo é constituir um espaço europeu aberto, internacional e multicultural, destinado à troca de idéias e à pesquisa em gestão, governança corporativa, teoria organizacional, comportamento organizacional e estudos sobre tomada de decisão. A EURAM incentiva perspectivas teóricas multidisciplinares e pluralismo metodológico, assim como a análise crítica das raízes históricas e filosóficas da teoria e da práxis gerencial. Até recentemente, a pesquisa em gestão foi desenvolvida essencialmente dentro de cada contexto nacional. Na Europa, em particular, cada país tem seu próprio sistema universitário, com regras específicas. Isso levou à emergência de diferentes tradições de pesquisa, um contexto no qual os pesquisadores envolvidos raramente se engajam em debates pan-europeus ou ao nível global. Tal contexto gerou outro efeito negativo, pois inibi críticas abertas e construtivas. De fato, tornou-se "politicamente inaceitável" desafiar as idéias de colegas, o que pode ser interpretado como um desrespeito às tradições nacionais. Com isso, fica difícil evoluir em termos de qualidade. Por outro lado, como a interação entre acadêmicos de todo o mundo tem ocorrido majoritariamente dentro dos eventos e revistas norte-americanos, estes se tornaram uma referência de qualidade e excelência. A conseqüência é que se tornou difícil publicar, nas revistas mais conceituadas, pesquisas de boa qualidade geradas em tradições diferentes da norte-americana. Essa foi uma das principais razões para o lançamento da EMR. A EURAM delegou ao Conselho Editorial da EMR a missão de tornar esta revista uma publicação de alta qualidade, que retrate a diversidade das tradições de pesquisa existentes na Europa e em outras partes do mundo. Para atender a esse objetivo, os artigos são submetidos a um processo de double blind review, com duas ou até três avaliações. Nós ainda nos certificamos de que os avaliadores sejam conhecedores do tema tratado no trabalho e da tradição de pesquisa à qual o autor se filia. Para cada artigo, procuramos encontrar avaliadores de diferentes países europeus e também de fora da Europa. Queremos obviamente publicar os melhores trabalhos, mas também desejamos que o processo seja construtivo e ajude os pesquisadores a aperfeiçoar seus trabalhos e a divulgá-los em todo o mundo. Estamos abertos a diferentes tipos de métodos de pesquisa e diferentes campos teóricos. Cremos que teremos sido bem sucedidos no futuro se dentro de alguns anos nossa revista tiver conseguido se tornar uma referência para trabalhos de qualidade e, ao mesmo tempo, tiver conseguido garantir a diversidade nas abordagens de pesquisa. Para isso, convidamos os pesquisadores brasileiros a enviar seus trabalhos para a EMR.

Num. Páginas: 
10-10

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede