As Armadilhas dos Paradigmas da Liderança

Citar

APA

Ouimet, G. (2002). As Armadilhas dos Paradigmas da Liderança. RAE-Revista de Administração de Empresas, 42(2), 8-16. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902002000200002

ABNT

OUIMET, G. As Armadilhas dos Paradigmas da Liderança. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 42, n. 2, abr-jun, p.8-16, 2002. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902002000200002

Este artigo originou-se da análise dos limites epistemológicos - e, portanto, dos perigos inerentes aos conhecimentos produzidos - no tocante à liderança. Nossas reflexões permitiram estabelecer uma classificação original de diferentes tipos de estudos relativos à liderança. Esses tipos de estudo caracterizam-se por pertencer a um paradigma, que é a concepção de liderança. Em nossa pesquisa, foram identificados quatro paradigmas relacionados à liderança: racionalista, empírico, sensacionista e dogmático. Enquanto o paradigma racionalista concebe a liderança como um algoritmo de ações racionalmente refletidas, o paradigma empírico sustenta que se trata mais de uma habilidade para manipular os instrumentos de mobilização com eficiência. O paradigma sensacionista considera, por sua vez, que a liderança é uma filosofia de vida explícita. Por fim, o paradigma dogmático define a liderança como a expressão da psiquê dos dirigentes. Embora os conhecimentos produzidos em qualquer um dos quatro paradigmas possam revelar-se úteis para a compreensão do fenômeno da liderança, todos eles correm o risco de cair na armadilha de um entusiasmo heurístico. Assim, o racionalismo pode terminar em intelectualismo, o empirismo, em reducionismo, o sensacionismo, em simplismo e o dogmatismo, em misticismo.

Leadership studies are an emerging discipline and the concept of leadership will continue to evolve. But, despite substantial progress in leadership research, the understanding of leadership phenomena is not free from pernicious heuristic skids. The purpose of this analysis is to throw light on these traps. By means of an original typology of leadership studies, we propose an epistemological reflection of the advance of knowledge in organizational leadership studies. The proposed typology contains fours paradigms, that is: rationalist paradigm, empirical paradigm, sensationalist paradigm, and dogmatic paradigm. The rationalist paradigm conceives the leadership like an aprioristic logical algorithm. The empirical paradigm conceives the leadership like a posteriori concrete performance. The sensationalist paradigm conceives the leadership like a personal philosophy of life. The dogmatic paradigm conceives the leadership like determinist psychic drives. Each paradigm can be respectively trapped by the following heuristics skids: intellectualism, reductionism, simplism, and mysticism.

Limites epistemológicos, concepção de liderança, racionalismo, empirismo, sensacionismo.
Epistemological limitations, conceptions of leadership, rationalism, empirism, sensationism.
Num. Páginas: 
8-16

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede