Comprometimento no Trabalho e sua Sustentação na Cultura e no Contexto Organizacional

Cite

APA

Lima, A. M. de S., Vilela, E. C., Borges, L. de O., Morais, S. da S. G. (2004). Comprometimento no Trabalho e sua Sustentação na Cultura e no Contexto Organizacional. RAE - eletrônica, 3(1).

ABNT

LIMA, A. M. de S.; VILELA, E. C.; BORGES, L. de O.; MORAIS, S. da S. G. Comprometimento no Trabalho e sua Sustentação na Cultura e no Contexto Organizacional. RAE - eletrônica, v. 3, n. 1, janeiro-junho, 2004.

O artigo relata uma pesquisa empírica desenvolvida, numa perspectiva psicossocial, numa biblioteca universitária. Objetivou explorar como a variabilidade do comprometimento dos empregados no trabalho estava sustentado em aspectos da estrutura da organização e do comportamento organizacional (motivação, valores organizacionais, satisfação, significado do trabalho). Desenvolveu-se a pesquisa durante o primeiro trimestre do ano de 2002, quando aplicaram-se diversas técnicas de coleta de dados (análise documental, observação, entrevista e aplicação de questionários estruturados) e, por conseqüência, várias técnicas de análise de dados entre as quais técnicas quantitativas (por exemplo, correlações). Encontraram-se que dificuldades motivacionais, insatisfações salariais e com promoções, cultura organizacional frágil, diversidade de vínculos empregatícios e ausência de um plano de carreira atualizado não permitiam as atitudes comprometidas se concretizarem no comportamento organizacional dos participantes das amostras de estudo. Ações de gestão, como a institucionalização de espaços de participação e investimento na gerência média, podem ajudar a superar os problemas identificados.

An empirical research was developed under the psychosocial approach in a system of university libraries. Its objective was to explore how the variability of work commitment depended on aspects of organizational structure and organizational behavior (motivation, organizational values, satisfaction, work meaning). The data was collected during the first quarter of 2002, using techniques such as document analysis, observation, interview and structured questionnaires, leading to varied strategies of data analysis among which were quantitative techniques as, for example, correlation. The results showed that motivational difficulties, dissatisfactions about wages and promotions, weak organizational culture, diversity of employment contracts, and absence of career plan did not permit that attitudes of commitment were converted into organizational behavior by the participants of the study. Management actions, as the institutionalization of participation and investments on intermediary management may help to overcome the identified problems.

Cultura organizacional, entrevistas, análises quantitativas, comprometimento no trabalho, estrutura organizacional.
Organizational culture, interviews, quantitative analysis, work commitment, organizational structure.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede