Aprendendo com o erro

Citar

APA

Wilner, A., Santos, A. L. dos. (2019). Aprendendo com o erro. GV-executivo, 18(3).

ABNT

WILNER, A.; SANTOS, A. L. dos. Aprendendo com o erro. GV-executivo, v. 18, n. 3, maio-junho, 2019.

Adriana Wilner - FGV EAESP - Other articles of this author

“Coloque no arquivo APP”, dizia a mensagem cifrada. “A” significa “2”, e “P”, “5”, um alto executivo explicou aos investigadores. Significava que uma propina de 2,55% havia sido autorizada. Poderia ser um trecho da Lava Jato, mas se trata de um depoimento que fez parte do escândalo de corrupção envolvendo a alemã Siemens, em 2006. À época, descobriu-se que a empresa mantinha um esquema de pagamentos ilegais em diversos países para conseguir contratos de obras públicas.

Em meio a multas, baixa nas ações e demissão de executivos, entre eles o então presidente global Klaus Kleinfeld, a empresa criou e instaurou um programa de compliance que se tornou referência para outras corporações e instituições. Uma das primeiras medidas implantadas foi o canal de denúncias, que permitiu, por exemplo, que, dois anos depois do escândalo inicial, um funcionário da filial brasileira trouxesse à tona o pagamento de propinas em obras do Metrô de São Paulo. Hoje, no site nacional da Siemens, o primeiro item que aparece para pesquisa quando se quer conhecer a empresa é compliance.

Nesta entrevista à GV-executivo, André Clark, CEO da Siemens no Brasil, revela como a empresa fez para superar o momento difícil e de que forma busca ampliar o conceito de compliance na organização associando o comportamento ético e responsável ao meio ambiente, à diversidade e à sociedade. O executivo também fala sobre as vantagens e os desafios da gestão no atual momento econômico e político do país, além das oportunidades que enxerga no campo da infraestrutura.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede