História

Pioneirismo e tradição

 

A RAE é uma das primeiras revistas em Administração de Empresas no Brasil, lançada em maio de 1961 pela FGV EAESP para promover o estudo e a reflexão crítica no campo. Pioneira no gênero, as primeiras edições traziam artigos sobre a prática administrativa, com conteúdo produzido por professores da EAESP e traduzido de periódicos internacionais.

 

Autores como Bresser Pereira, Eduardo Suplicy, Edgard Carone, Fernando Henrique Cardoso, Gareth Morgan, Henrique Rattner, Henry Mintzberg, Luiz Gonzaga Belluzo, Mark Granovetter, Maurício Tragtenberg, Octaviano Ianni, Prestes Motta, Raimar Richers, Ruth Cardoso e Stephen Kanitz publicaram suas ideias na RAE.

 

A RAE continua ampliando sua internacionalização, com intuito de envolver a comunidade internacional na publicação de trabalhos relevantes que, além de fomentar o conhecimento, estimulem a produção científica brasileira. Desse modo, a RAE promove visibilidade sem fronteiras para as ideias e os pensamentos de seus articulistas.

 

Em sintonia com seu tempo e acompanhando o desenvolvimento científico na área de Administração de Empresas, a RAE participa e propõe a discussão de grandes questões e ideias nacionais.

 

Uma revista inovadora

Desde a sua fundação, a RAE se moderniza continuamente e inova constantemente o processo interno de gestão e a forma de atingir seu público, com alcance além das fronteiras nacionais e avaliando seu impacto ambiental.

 

Periódico de alto impacto

 

A RAE está em renomados indexadores e diretórios e continua trabalhando para ampliar o número de indexadores da revista, contribuindo para a disseminação do conhecimento e fomento do intercâmbio de conhecimento sem fronteiras.

 

RAE foi aprovada e inserida no Social Sciences Citation Index e no Journal Citation Reports, da Thomson Reuters, e do Redalyc. Recentemente também foi aprovada pelo JSTOR, ProQuest, Google Schoolar e Sumários Brasileiros de Revistas Científicas. Há vários anos, está indexada em SciELO, EBSCO, Scopus, DOAJ, Gale Cengage Learning, Cabell's, IBSS, Latindex e Ullrichs.

 

Nos últimos anos, instituições como City University London, Havard University Library, HEC-Paris, Università Bocconi, Universidad de Guadalajara, Université du Québec, University of ast London, University of Phoenix, University of Texas, Université Paris Dauphine e Università di Roma adquiriram centenas de artigos publicados na RAE, por meio da base da dados Ebsco.

 

Segundo artigo publicado na RAC-Eletrônica em 2008, a "RAE aparece como a revista de maior fator de impacto na área de administração, com diferença significativa para os demais periódicos brasileiros". O estudo sinaliza também que revistas com alto fator de impacto, como a RAE "diferencia-se das demais em número de citações, uma vez que seus artigos têm penetração não somente no meio acadêmico, mas também no meio empresarial".

 

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede