RAE-Revista de Administração de Empresas, vol. 24, n. 4, out-dez 1984

Editorial: 

A Revista de Administração de Empresas publica neste último número de 1984 os Anais da VII Reunião Nacional da Associação Nacional de Propomos de Pós-Graduação em Administração (Anpad), ocorrida na Universidade Federal da Paraíba em 1983. Ao publicar estes Anais estamos seguros de atender a uma necessidade da área de administração, que è a de registrar experiências e fazer circular informações, Embora administradores profissionais, empresários, professores e pesquisadores encontrem aqui material de interesse, não há dúvida de que pesquisadores e professores constituem os leitores possivelmente mais interessados, O Brasil è um país que até o momento se posicionou em termos de conhecimento e prática da administração - claramente no pólo consumidor e raramente no de produtor. Temos dado mostra de grande capacidade em observar tecnologias, produtos, conhecimentos e práticas que nos chegaram de outros países. Em termos de administração, o que se absorveu e aclimatou no período posterior ao final da II Guerra foi considerável. Lamentavelmente não se tem registrado a mesma velocidade no que diz respeito à geração de conhecimentos administrativos. Como a prática e a teoria administrativas são unanimemente marcadas pelo relativismo cultural, sofrendo influências dos vários países, a carência de informações sobre o Brasil è preocupante. Os Encontros da Anpad já se institucionalizaram como o local onde a comunidade de professores e pesquisadores apresentam os resultados de seus trabalhos, cobrindo os varidos aspectos de administração entre nós - pública, de empresas, rural, de instituições etc. Além disso, o Encontro e seus Anais constituem um depoimento da comunidade da administração ligada aos programas de pós-graduação em senso estrito, ou seja, os programas de mestrado e doutorado, E um grupo inegavelmente menor do que outros que atuam na graduação, na especialização e no amplo campo do treinamento de quadros executivos. Mas è uma comunidade singular, cujo trabalho sempre discreto e distante da maioria é de grande importância. Isto porque ao pesquisar e ensinar e, mais especificamente, ao treinar novos mestres e doutores, assegura a permanência e a reprodução da própria área de administração no seio da universidade. Esperamos, em conclusão, que a disseminação destes Anais seja útil a todos.

 

Carlos Osmar Bertero
Diretor da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede