Gênero nas Organizações: um Estudo no Setor Bancário

Citar

APA

Paula Neto, A. de, Andrade, Á. L. S., Boas, L. H. de B. V., Cappelle, M. C. A., Brito, M. J. de. (2002). Gênero nas Organizações: um Estudo no Setor Bancário. RAE - eletrônica, 1(2).

ABNT

PAULA NETO, A. de; ANDRADE, Á. L. S.; BOAS, L. H. de B. V.; CAPPELLE, M. C. A.; BRITO, M. J. de. Gênero nas Organizações: um Estudo no Setor Bancário. RAE - eletrônica, v. 1, n. 2, julho-dezembro, 2002.

Alcieles de Paula Neto - UFLA/PPGA - Outros artigos deste autor
Áurea Lúcia Silva Andrade - UFLA (MG) - Outros artigos deste autor
Luiz Henrique de Barros Vilas Boas - UFLA/PPGA - Outros artigos deste autor
Mônica Carvalho Alves Cappelle - UFMG - Outros artigos deste autor
Mozar José de Brito - Outros artigos deste autor

Este artigo se insere na área dos estudos organizacionais que trata das questões referentes às relações de gênero no espaço de trabalho, por meio do qual se buscou compreender como as categorias de pensamento sobre essas relações são "construídas" na subjetividade das pessoas e como atuam no desenvolvimento da carreira profissional de homens e mulheres em uma organização bancária. A relevância desta pesquisa se fundamenta na busca de compreender como os conflitos entre gênero são mediados dentro das organizações e de indicar possíveis soluções para potencializar o processo de gestão organizacional. Os resultados da pesquisa permitiram compreender que a hierarquia sexual ainda é imposta como mecanismo de diferenciação no âmbito organizacional, e que a coexistência de ambos os gêneros num contexto social comum pode ser capaz de transformar a realidade social. Estudos desta natureza reforçam a necessidade de as organizações buscarem novas formas de trabalhar a complexidade social sem inibir as diferenças existentes, pois assim cada um, em sua singularidade, pode contribuir efetivamente para o desenvolvimento organizacional.

This article is inserted in the area of the organizational studies that treats with the gender relationships subjects in the work space, through which it was tried to understand how the thought categories about those relationships are "built" in people's subjectivity and how they act in men and women's career development in a bank organization. This research's relevance is based on the search of understanding how conflicts among gender are mediated within organizations and on indicating possible solutions for maximizing the organizational management process. The research's results allowed the understanding that sexual hierarchy is still imposed as a differentiation mechanism in the organizational ambit and that the coexistence of both genders in a common social context can be capable of transforming the social reality. Studies of this nature reinforce the organizational needs to search for new forms of working the social complexity without inhibiting the existent differences, because like this, each one, in their singularity, can contribute indeed to the organizational development.

Representações sociais, relações de gênero, espaço organizacional, pós-estruturalismo, realidade social.
Social representations, gender relationships, organizational space, post-structuralism, social reality.

Envie seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

                                                                                                                                                                 

Educação Executiva Presencial, Customizada e a Distância

                                                                                                                                                70 Anos FGV            FGV Notícias         FGV News