GV-executivo, vol. 9, n. 2, jul-dez 2010

Editorial: 

 

Há quem diga que o conceito de América Latina é uma construção artificial, designando coletivamente um grupo de países que, embora ligados por suas origens históricas, acabaram perdendo grande parte da sua identidade comum.
     De acordo com esse argumento, a origem do conceito seria, em última análise, resultado de um fato histórico externo à região. No final do século XVIII, o nome "América" e o rótulo "americano" foram apropriados pelo único país do mundo que não tinha nome: a união de estados que se formara na porção norte do continente. No século seguinte, os territórios ao sul desse país se independizaram das metrópoles europeias, dando origem a diferentes nações que, embora geograficamente vizinhas, se desenvolveram fragmentadas. Nesse contexto, a expressão "América Latina" só viria a se difundir em meados do século XX, e apenas como uma forma, encontrada pelo resto do mundo, de referir-se a essa parte do globo que carecia de melhor designação.
     À parte os possíveis exageros, essa visão capta um problema histórico de fato existente: a pouca coordenação entre os nossos países na condução de assuntos econômicos e políticos, e na busca de desenvolvimento comum. Por outro lado, também é verdade que a fragmentação existente pode ser revertida, em benefício mútuo. Essa consciência vem tomando corpo na região nas últimas décadas, e uma agenda de integração já se encontra em construção, voltada a restituir identidade a um complexo quebra-cabeça de mais de 20 nações e 21 milhões de quilômetros quadrados.
     Em todo quebra-cabeça, o bom encaixe das peças é o resultado de um processo trabalhoso e demorado. Tendo isso em mente, a GV-executivo produziu para esta edição um caderno especial dedicado a refletir sobre os desafios da integração latino-americana. Os seis artigos do caderno discutem o tema sob diferentes ângulos: política externa, infraestrutura, políticas sociais, gestão de empresas, mercado financeiro e tecnologia.
     Fora do caderno, a revista traz uma entrevista com o sociólogo e cientista político Bolívar Lamounier, um Mural de Pesquisa sobre as tendências do empreendedorismo no Brasil, além de dois artigos sobre importantes temas nacionais da atualidade: a expansão da banda larga e os investimentos para sediar a Copa do Mundo de 2014. Por fim, outros dois artigos são de interesse específico da comunidade EAESP: um trata da importância e papel da Empresa Júnior, e o outro faz um registro sobre a história do edifício sede da Escola. 
     Desejamos a todos uma boa leitura.

Eduardo Diniz
editor chefe

Martin Jayo
editor adjunto

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede