GV-executivo, vol. 8, n. 1, jan-jul 2009

Editorial: 

Neste primeiro número da GV-executivo de 2009 discutimos o tema da educação superior no Brasil, com ênfase especial à formação executiva. O ensino superior no país está hoje quase inteiramente nas mãos de grupos privados, cuja preocupação com a qualidade e o valor social da formação oferecida disputa diretamente com pressões de retorno sobre o investimento realizado. Ao mesmo tempo, alunos-clientes chegam até essas instituições de ensino com exigências muito precisas por uma formação-diploma que lhes permita ascender no mercado de trabalho ou assegurar seu emprego.
Os artigos publicados no caderno especial lançam ainda o questionamento sobre até que ponto devemos romantizar um ensino superior "humanista", focado na preparação de cidadãos reflexivos e críticos, ou venerar o modelo das escolas de formação especializada (como as escolas de negócio), focadas na preparação exclusiva para o mercado. Entre essas duas visões aparentemente extremas permanecemos com a espinhosa questão de quais profissionais desejamos formar, e para qual tipo de sociedade.
Este número traz também outros temas. Por exemplo, em Finanças, discute-se o perigo e as ameaças da volta da inflação no país. Em Gestão, os fatores que efetivamente influenciam o desempenho das empresas. Em Marketing, os limites e as possibilidades do modelo de call centers. E, em Projeto de Vida, o tema da felicidade nas organizações.
Desejamos a todos uma ótima leitura e um profícuo 2009.

Pedro F. Bendassolli
Editor-chefe
 

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede