GV-executivo, vol. 2, n. 3, ago-out 2003

Editorial: 

Este número inaugura o segundo ano da RAE-executivo. Lançada em agosto de 2002, a revista atinge agora a tiragem de 10 mil exemplares, número certamente expressivo para uma publicação de nicho. Não foi um começo fácil. Neste primeiro ano de publicações, deparamo-nos com todas as dificuldades usuais que os novos empreendimentos costumam enfrentar. Na frente editorial, lutamos para conseguir conteúdo de boa qualidade. Na frente do projeto gráfico, lutamos para conservar nossas diretrizes iniciais, ao mesmo tempo em que buscávamos pequenas alterações e inovações. Na frente gerencial, procuramos eliminar atrasos e erros. Os que acompanharam de perto as aventuras e desventuras da pequena equipe que "constrói" cada edição da revista, puderam sentir as frustrações, os prazeres e vertigens que a atividade traz.
Dirigir e editar uma revista como a RAE-executivo é construir relações: neste primeiro ano desenvolvemos uma ampla rede que envolve autores, editores associados, parceiros-fundadores, parceiros-anunciantes, organizações sociais, prestadores de serviços e muitos outros.
Por outro lado, como qualquer editor aprende logo nas primeiras semanas no cargo, seu trabalho pode também se tornar uma forma rápida de fazer inimigos. Editores trabalham com prazos fixos; autores gostam de flexibilidade. Editores são pagos para interferir no estilo e no conteúdo dos textos; autores por vezes vêem tais intervenções como abusos desastrados e injustificados. Editores têm egos gigantescos; autores... bem, autores também têm egos gigantescos.
Todas essas tensões fazem parte da atividade de editoria, mas não são elas que fazem do texto algo merecedor da atenção do leitor. Henri Cartier-Bresson, o célebre fotógrafo, certa vez definiu a fotografia como um momento de equilíbrio perfeito, no qual formas, luzes e sombras se compõem de tal forma na frente da lente que refletem com exatidão as sensações do fotógrafo. É o momento do clique.
Não é diferente com o texto: um bom artigo, aquele que vai interpretar e explicar o mundo, e ainda deleitar o leitor, é fruto de um intensivo treinamento, não do olho e da sensibilidade artística, como no caso do fotógrafo, mas da capacidade de entender o mundo, decodificá-lo e explicá-lo de forma interessante. Quando o tema, a abordagem, os argumentos, os exemplos, a forma, o estilo e as ilustrações visuais são bem combinados, então haverá valor e prazer na leitura. Cabe notar, este é um trabalho que exige sensibilidade, algum talento e muito suor. Os egos podem ser inflados, porém somente depois do trabalho pronto.

Boa leitura!

Thomaz Wood Jr.
Diretor e Editor
 

Expediente: 

Diretor de Redação:
Thomaz Wood Jr.

Conselho Editorial:
Carlos Osmar Bertero, Clóvis-L.-Machado-da-Silva, Fernando S. Meirelles, Marcelo Cândido de Melo, Mário César M. de Camargo, Olga Stankevicius Colpo, Thomaz Wood Jr., Victoria Christina Bloch, Wagner Carelli, Wilson Carnevalli Filho.

Editores
Pedro F. Bendasolli
Thomaz Wood Jr.

Projeto Gráfico
inc.design editorial

Projetos Especiais
Rebeca Alves Chu

Produtor
José Rubens Izzo

MARKETING
Responsável: Roseli Mazario
Assistentes: Bernardete Bonello
Rosa Maria Cadete de Almeida

ADMINISTRAÇÃO / PUBLICIDADE
Responsável: Ilda Fontes
Representante Comercial: Antonio Carlos Iñarra
Estagiária: Thaís Amorim Fernandes
Imagens e fotos:
Marcelo Breyne / Kropki e Associação Rodrigo Mendes - ARM

ARTE / EDITORAÇÃO ELETRÔNICA
Diagramação: Cristiane Tassi

VENDAS - ASSINATURAS
Tel.: (11) 3281-7999 / 7778
SAC 0800-16-2311
www.rae.com.br

PONTOS DE VENDA
Livraria Prefeito Faria Lima, tel. (11) 3281-7875 - São Paulo - SP; Livraria J. Carneiro, tel. (21) 2536-9199, Rio de Janeiro - RJ; Fnac; Livraria Atlas; Livraria Cultura; Livraria Laselva; Livraria Siciliano.

PRODUÇÃO INDUSTRIAL
Impressão e Acabamento: W. Roth / Bandeirantes
Periodicidade Trimestral
® marca depositada
 

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede