GV-executivo, vol. 12, n. 2, julho-dezembro 2013

Editorial: 

 A sugestão do tema para o caderno especial desta edição da GV-executivo surgiu da leitura do relatório Research Fronts 2013, publicado pela Thomson Reuters em abril último. Esse relatório apresenta os 100 tópicos de pesquisa mais relevantes para os próximos anos em dez frentes científicas. Em Ciências Sociais, que está mais diretamente relacionada com nosso interesse editorial, aparece no topo o tema da mobilidade urbana. Gostamos da ideia e definimos que o tema do caderno especial seria “espaços urbanos”, já prevendo certo destaque para as questões da mobilidade nas grandes cidades.

Naquela altura não imaginávamos, e creio que pouca gente poderia prever, a onda de manifestações que tomou conta do País em junho, reivindicando inicialmente a redução dos preços das passagens do transporte urbano. O restante da história todos conhecem e é difícil ainda avaliar os impactos e consequências de médio e longo prazo desses eventos que iniciaram em junho e ainda reverberam neste agosto em que a GV-executivo chega aos seus leitores. De certa forma, só podemos afi rmar que algo mudou profundamente no nosso sonho de cidade.
 
Sabemos que a maior parte da população do planeta já vive em cidades e essa tendência não parece que será revertida neste século XXI, pelo contrário. Esse fenômeno relativamente novo para a humanidade desperta uma série de questões para pesquisadores, gestores públicos e de empresas. Os aspectos econômicos e sociais da convivência humana em
aglomerados urbanos ainda estão sendo decifrados.
 
Alguns desses temas ilustram a atual edição da GV-executivo. O sofrimento provocado pelo deslocamento diário, que nos rouba horas valiosas do dia, no limite do suportável. O custo ambiental dos arranjos urbanos, a imensa força que ergue o novo sobre a destruição da memória do espaço em que vivemos, a constante incorporação de tecnologias no espaço urbano a nos conectar e invadir nossa privacidade, o espaço social constantemente recriado, todos são temas muito ricos e que ainda despertam mais paixão do que consenso sobre como lidar com eles.
 
Além do caderno especial, trazemos nesta edição artigos que apontam temas próximos da realidade do administrador sintonizado com o seu tempo. O valor dos MBAs, o recrutamento ético, o envelhecimento da mão de obra e a comunicação no ambiente corporativo são alguns deles. Das nossas colunas e editorias fi xas, destacamos o ensaio sobre o humor
nas organizações e a história marcante do Cineclube da GV, não só para a nossa comunidade, mas também para o público cinéfilo da cidade de São Paulo.
 
Boa leitura a todos (em ônibus, cafés, sofás, no tablet ou no papel).
 

Eduardo Diniz, editor chefe

Rosana Córdova, editora adjunta

Ficha catalográfica: 

GV-executivo / Escola de Administração de Empresas de São

Paulo. – Vol. 3, n. 3 (ago./out. 2004) - . - São Paulo : FGVEAESP,

2004 - v. ; il. ; 27,5 cm.

Trimestral até abril 2006. Bimestral a partir de maio 2006.

Semestral a partir de agosto de 2009.

Continuação de: RAE-executivo

ISSN 1806-8979

1. Administração de empresas - Periódicos. I. Escola de

Administração de Empresas de São Paulo.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede